sexta-feira, 27 de agosto de 2010

O socialismo mostra a sua verdadeira "cara" no programa eleitoral 2010 na TV


Muitos "evangélicos" vêm defendendo a ideologia socialista como projeto político para a solução dos problemas sociais e éticos para o Brasil. Tais pessoas parecem não conhecer a história onde os países que implementaram tais políticas buscaram aniquilar os valores morais cristãos, apagando o cristianismo com cultura e implementando um estado uma forma de estado ateu, sob o argumento do laicidade.

No mundo temos vários exemplos de como os cristãos são perseguidos pelos regimes socialistas ou comunistas.
Muitos foram os missionários perseguidos por tentar ensinar o valor cristão como forma social de vida nos regimes de alguns países que adotam o sistema socialista puro ou as suas diversas variações, bem como o comunismo.

No Brasil apesar de algumas vozes terem se levantando para denunciar o perigo do socialismo para os valores cristãos, "líderes evangélicos" ainda sustentam ser este o caminho para a paz social e a melhor distribuição de renda etc.

Inobstante o engodo desta ideologia podemos afirmar que a MASCARA desta agenda ideológica caiu por terra, ou melhor, veio dizer ao que veio, quando no programa eleitoral do candidato ao governo do PSOL de São Paulo e, agora no programa eleitoral nacional do PSTU, no dia 26/08/2010, foi apresentado o "chamado beijo gay" pelo seu candidato a presidente Zé Maria, onde afirmou que "a luta contra todas as formas de opressão é parte fundamental do programa socialista".

Neste mesmo instante apareciam na tela da televisão cartazes com dizeres " não há capitalismo sem homofobia" e diversas fotos de casais homossexuais se beijando.

O que ele chama de "opressão" é a não aceitação do comportamento homossexual como uma prática comportamental natural, logo qualquer pessoa que não concorde com este comportamento será para eles um opressor!!!!!! O que é um absurdo, pois todos temos o direito constitucional de expressarmos a nossa opinião em qualquer tema. Não existe nada incriticável!!!!!!!!!!!

Os Partidos de ideologia socialista no Brasil defendem programas que buscam:

1) a "descriminalização" do aborto, o chamado direito de escolha, onde a mulher pode optar por interromper a gravidez até o nono mês de gravidez, ou seja, um homícido contra um ser humano totalmente indefeso; 
2) A criminalização da homofobia, que nada mais é do que instituir a mordaça gay contra qualquer manifestação contrária a prática do comportamento homossexual, ferindo com isso a liberdade de expressão, consciência, credo e fé, garantias constitucionais;

3) Apoiar  o Programa Nacional de Direitos humanos - 3, que é um instrumento completo do autoritarismo ideologico socialista, tentando impor um padrão do que seria direitos humanos à luz desta cartilha inquisitiva e autoritária

3) A adoção de crianças por casais homossexuais, ou como a mídia gosta de dizer homoafetivio, por sustentarem que o conceito de família deve ser estendido para os homossexuais, ao arrepido da lei natural que diz que famíla é constítuidas entre homem e mulher.

Vejam no vídeo o que diz o pensador e articulador do grupo gay da Bahia  Luiz Mott, ao afirmar que os heterossexuais devem gerar filhos para eles virarem novos gays e novas lésbicas



4) Legalização da "profissão" de protistuta, com incentivo de políticas públicas

5) Descontrução da heteronormatividade, ou seja, desconstituir a noção do heterossexual.

6) retirar da sociedade o conceito dos valores cristãos 

7)  A política de redução de danos e em alguns caso a defesa da liberação das drogas

Estamos vivendo um grande perigo na manutenção das nossas garantias das liberdades individuais, tanto é assim que o professor Ubiratan Iorio estampou no seu artigo as ameaças as nossas liberdades tais situações de relativismo.

Um comentário:

Pb. Valdinei disse...

a paz do Senhor, muito bom seu artigo, que muitos possam ver e refletir sobre isto, e dai em diante tomar atitudes nobres de divulgar o perigo que corre um cristão desinformado.