terça-feira, 5 de fevereiro de 2008

A oração é nossa arma nº 1 antes da Olimpíada

“Os Jogos Olímpicos começarão no dia 8 de agosto; então nós precisamos cobrir os cristãos chineses com nossas orações agora”, afirma o presidente da Portas Abertas nos Estados Unidos, Carl Moeller.

Segundo ele, muitos cristãos das igrejas domésticas foram avisados a pararem com os cultos. Alguns foram multados. Alguns pastores foram presos por poucos dias ou enviados para campos de trabalhos forçados.

“Existem relatos de aumento da pressão sobre os líderes das igrejas domésticas, batidas policiais e prisões, e missionários estrangeiros foram expulsos. As batidas e prisões devem aumentar com a proximidade da Olimpíada. A China quer eliminar os potenciais “causadores de problemas” e mostrar o seu "melhor" ao mundo. Os cristãos estão no fogo cruzado. A oração é a nossa arma número 1.

O Partido Comunista Chinês começou uma campanha secreta contra as igrejas domésticas não-registradas desde meados de junho passado. A polícia do governo investigou “o conteúdo dos sermões, a história pessoal dos evangelistas das igrejas domésticas e a origem de seus recursos”.

Em dezembro passado, a polícia fez a sua maior detenção em massa de cristãos: prendeu 270 pastores e líderes de uma só vez .

Para os cristãos que vivem no interior, é muito difícil conseguir livros e material para estudos bíblicos ou participar de escolas bíblicas. Há também a escassez de líderes.

Imagem de tolerância, prática intolerante

O governo da China está cuidadosamente construindo uma imagem de tolerância religiosa por causa dos Jogos Olímpicos, que começarão no dia 8 de agosto. No entanto, os fatos revelam uma história diferente.

O pastor Zhang Rongliang está em uma cela de prisão apesar de uma declaração do juiz que dizia que “evidências insuficientes e fatos ambíguos” cercavam seu caso, e que ele deveria ser julgado corretamente.

Zhang foi sentenciado em julho de 2006 a sete anos e meio de prisão por “tirar um passaporte de forma fraudulenta” e “atravessar a fronteira ilegalmente”.

Líder do movimento de igrejas domésticas China para Cristo, Zhang foi preso sem acusação em primeiro de dezembro de 2004. Ele havia sido detido por cinco vezes e já tinha passado um total de 12 anos na prisão. Zhang, que tem sérios problemas de saúde, pregou o evangelho na prisão e levou muitos ao Senhor ( saiba mais sobre ele).

Campanha de oração

Como resultado da contínua perseguição na China, a Portas Abertas nos Estados Unidos começou uma contagem regressiva para a Olimpíada chamada “Um Minuto/Um Ano/Um País”. O objetivo da campanha é unir cristãos do ocidente para orarem por seus irmãos e irmãs chineses que são perseguidos. Até agora mais de 1300 guerreiros de oração de juntaram à campanha.

A idéia é que os cristãos orem por pelo menos um minuto a cada dia; se possível às oito horas da manhã ou da noite.

Organize sua igreja ou grupos de oração para orar pelos cristãos chineses. Peça também para que muitos turistas consigam entrar com literatura cristã e milhares de chineses tenham a oportunidade de ouvir falar de Jesus durante a Olimpíada.

Estima-se que 200 milhões de cristãos de todo o mundo sofram interrogatórios, prisões e até a morte por causa de sua fé em Cristo. Outros 200 a 400 milhões enfrentam discriminação e isolamento.

A Portas Abertas apóia e fortalece cristãos nas áreas mais difíceis do mundo através da distribuição de Bíblias e literatura cristã, treinamento e assistência para líderes, desenvolvimento da comunidade cristã, oração e presença ministerial, e assistência jurídica aos cristãos que sofrem.

fonte: Portas Abertas

Um comentário:

Thiago Ibrahim disse...

Meu caro Zenóbio,

É com muita alegria que leio esse blog, mais um espaço para a inteligência e pertinência. Também com muito orgulho digo que fui seu aluno e aprendi bastante com você. Fico feliz por Deus estar te abençoando e prosperando seu caminho.

Um forte abraço e fique com Deus!

Thiago Ibrahim